Gatilho Mental da Agroecologia Aplicada: mudar para o paradigma da sustentabilidade na prática!!!

Pensar integral e ter integralidade na construção coletiva da mudança é urgente e fundamental agora em 2021!

Aprender a Aprender se torna um projeto pedagógico fundamental em que todos, seareiros da boa vontade, deveremos empreender e participar como fermento que leveda a massa toda.

Para isto, criar na mente um gatilho mental de perspectivas positivas, que lhe acelerem atitudes concretas e programáticas que venham a construir modelos práticos e objetivos, como foi a Política Nacional de Agroecologia, que instaurou no Brasil mais de 13 núcleos agroecológicos integrando universidades, comunidade de pequenos agricultores, terceiro setor, e associações de raizeiros que evoluiu para I Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares do Estado de Minas Gerais instalado em Uberlândia MG, modelo hoje referencial em políticas públicas na atenção primária à saúde.

Agora consolidado como Projeto Pégasus, que institui cursos básicos, profissionais e atingir com o lançamento do I Curso de Agroecologia Aplicada, que coloca a Homeopatia como princípio de auto cura e de cura do solo na busca da segurança alimentar necessária para prevenir doenças e também fomentar empreendimentos e mudar para o paradigma da sustentabilidade na prática! Vamos praticar, empreender e inovar o desenvolvimento sustentável e recriar nossa economia solidária e projetar nosso futuro comum, que inicia em 2021 e com força !!!

Astronautas das civilizações na rota da sustentabilidade: tudo começa e termina aqui, um Brasil em desalinho!

Grata satisfação de tê-lo conhecido em 1989, em Paris, quando Raoni, juntamente com Sting, criaram a Rainforest Foundation

https://youtu.be/JovhO8cFmgI

Depois, reencontramos-nos no Rio+20.

Por onde vi e nasci, minha vida traz uma afinidade ancestral pelos nossos povos indígenas de toda Nação.

Brasil em descoberta, éramos mais de 3.000.000 de silvícolas em todas américas, enquanto Lisboa na época do descobrimento detinha 40.000 habitantes, menos que os brasileiros já mortos nesses meses de pandemia num Brasil em desalinho, nesta segunda década do Século XXI!

Aonde iremos todos depois de 2020? Vamos todos sozinhos? Iremos juntos em quarentena? Ou vamos todos isolados mas todos juntos de dentro da quarentena mundial ?

Brasilis, Nação Tupi e não tupi

Quando nos importamos realmente com aquilo que fazemos, talvez a crise lá fora esteja bem menor…
Sonhei um dia empreender…
Pois achava que das ideias que tinha na cabeça poderiam vir a se materializar para um grande bem comum…
Produzir uma maneira de produzir um produto que se fosse aplicado, verteria sucesso a toda pessoa que nele tocasse ou que aonde, pudesse ser aplicado seria uma solução executada e uma evolução conquistada…
Li livros nos aeroportos, desde da marca Starbucks quando iniciava e antes mesmo também vi a Apple, ir se desenvolvendo…
Sempre fascinado pelo empreender e cheguei a escrever uma tese de mestrado que pudesse incubar empresas num país diferente…
Empreender, ser empreendente cheguei a definir e montar uma ong, IDESUFRAN, trabalhei com crianças carentes e que vi se tornarem professores das escolinhas de informáticas e depois empreendedores e hoje trabalham por aí num país combalido e sem ainda ser feliz!
Que país é este?
Que estamos nós todos aqui fazendo a mais para mudar?
E das crianças que ainda nascem num país dormente em berço esplêndido e que ainda virão a bailar?
Que futuro nós aqui estamos gestando? Que gesto fazemos para mudar o destino de estarmos condenados ao sacrifício da Liberdade?
Seres livres em criativas iniciativas, iniciai vossas transformações e venham ver nascer uma semente de nossa ação: eia agora enquanto há hora e nasce uma nação: Brasilis … nação tupi or not to be, né sô!!!

Wagner D. Ribeiro

A COBRA MORDE O RABO!!!

Viver a lógica da sustentabilidade que defini na minha tese de mestrado:

A VEZ E A LÓGICA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NO MUNICÍPIO DE  FRANCA-SP  E REGIÃO : A INTEGRAÇÃO  SÓCIO-AMBIENTAL NA MICROECONOMIA DO BAIRRO ATRAVÉS DE INCUBADORA DE EMPRESAS COMUNITÁRIAS  E TECNOLÓGICAS.

em 2000, em FRANCA SP pela antiga FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS DE FRANCA – FACEF, passa a ser condição “sine qua non” para dar meus próximos passos, rumo a construção do modelo de desenvolvimento que se quer sustentável, e depois vamos explicar a ação do medicamento homeopático, quando devo retornar para a vida maior, mas por hora estou desenvolvendo a empresa registrada, cujo domínio inseri no Google Suítes em omedicamentohomeopatico.com, e cujo nome: HOMEA – Agroecologia Aplicada, atualmente sediada na Impera Franca INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE FRANCA e que tem o seguinte objetivo, como incubadora de Start-ups:

Potencializar projetos e empresas com propósitos inovadores que estejam em fase de desenvolvimento, lançamento e/ou consolidação de seu produto ou serviço no mercado,

faz deste momento impar, um eterno vir a ser, quando a cobra realmente morde o rabo, e traz para mim dois momentos da minha vida, aonde sinto que me perdi, pois, se perder num breu dos escaninhos obscuros de suas próprias esquinas, pode ser até um alento aos que convivem com você lado a lado, pode ser também um sintoma de recuperação real de sua totalidade, mas pode ser simplesmente que você nunca esteve realmente até agora, no seu devido lugar, como estou agora!!! Quando a cobra morde o rabo!!!

Astronautas das civilizações na rota da sustentabilidade: tudo começa e termina aqui!

A cada nova forma de ser cultural expressa, novas entranhas das conquistas e sacrifícios perpassam nas cenas do Mundo.

Verticalizados em corpos, tem reminiscências de tempos idos, aonde astronautas das civilizações encarnam como deuses caídos dos céus infinitos, em busca de mais comiserações humanas de tolerâncias para com seus descaminhos.

E enfrentam-se entre sombras e luzes, entre monstros e hércules que tecem o trama e o drama de ser ou não feliz na Terra.

E como sociedades escravocratas, restringem a liberdade anterior ao degredo dos degredos! Degredados que se encontram para sua própria redenção: uni-vos, arqueiros das flechas futuristas das reais transformações.

Transformai vos

Vamos à METAMORFOSE!!!

E a História continua…

A Leptospirose depois dos desastres naturais ocorridos em Cuba, expondo 2.385.645 pessoas e que exigiram medidas profiláticas de forma global pelo governo de Havana.

Com uma tendência e prognóstico preditivo foi possível agir na prevenção com a produção do Nosódio da Leptospira pelo Instituto Finlay de Cuba, de forma programática e para toda população.

Com 92% de cobertura e tendo uma diminuição da incidência real.

Humanizar é amar, ame o seu SUS e faça dele o melhor para sua saúde

Sofremos o impacto ambiental em toda parte e a concentração das filas nos hospitais, como evoluir o planejamento da saúde da cidade sem gestão e sem integralidade??? 

Acredito que a comunicação seja a base de uma boa consulta e a princípal ferramenta para se estabelecer uma relação médico-paciente. Ainda quando a população é idosa e de baixa escolaridade, portanto é fundamental em muitas vezes adaptar a forma de abordar, adaptar o vocabulário e muitas vezes utilizando de uma linguagem  e instrumentos que estão mobilizando deveras a comunidade do PSF Júlio de Lollo em São Joaquim da Barra, SP.

Para que o paciente entenda a razão de estar ali e porquê deve se cuidar e cuidar do seu bairro como deve cuidar da saúde, sem a frustração de ser encaminhado para um especialista, em busca do diagnóstico preciso e urgente, mas quase sempre a informação não evolui e não integra e manca a resolutividade e a cura.

É a maior satisfação, curar o paciente!!! Pois é ele quem sofre, e muitas vezes não entende o que se passa com ele e seu modo de adoecer. Porque adoece.

Acredito que tudo é questão de gestão e integração do sistema de saúde e atuar na prevenção, na Homeopatia Preventiva que iniciei em São Joaquim da Barra e encontrei no E-SUS esta semana implantado e já funcionando.

A abordagem do paciente psiquiátrico no programa saúde da familia tem sido um desafio importante para mim, pois descobri novas formas de ampliar meus instrumentos para a cura do meu paciente, bem como a minha própria cura.

No programa mais médicos vi que a equipe e o pacto que temos que fazer com ela, passa a ser mais importante que quando eu estava inserido no sistema de saúde como cirurgião pediatra e homeopata no âmbito das especialidades, sem perceber a dimensão da saúde em seus aspectos territoriais, ambientais e mesmo epidemiológicos de forma prática como se tornou premente agora diante de uma pandemia como esta que hora enfrentamos.

Cresci muito em apenas uma ano de trabalho, quando me empenhei a trazer a homeopatia como especialidade médica dentro das práticas integrativas e complementares envolvendo me efetivamente mais no SUS depois de ter participado do sistema fragmentado das especialidades e sem buscar a integralidade tão importante  como vejo agora no que começo a fazer e viver sim: uma nova dimensão do trabalho de médico integral para uma medicina mais integralizada e curativa.

A medicina antroposófica, que nos dá uma idéia muito interessante sobre a sucessão entre o primeiro filho, que seria a expectativa do pai, o segundo a da mãe e o terceiro transformaria a relação do casal e assim sucessivamente, e há uma certa lógica nessa forma de abordar a construção de uma família.

Mas formar uma familia, além do planejamento familiar, envolve um auto conhecimento que urge se perceber diante da perspectiva de se ter um filho, mesmo que ele possa chegar sem programação do casal, sempre gerará conflitos, mas como suplantar e vencer-se neste auto conhecimento?

A família é a maduridade maior que o ser humano deve enfrentar: cuidar do outro sobretudo com amor, mesmo que você ainda não saiba como amar, urge tentar!!!

Projeto Pegasus COMVIDA 2020

Redescobrindo o meu próprio mundo!!!

Sempre a intuição…

Aquela voz interior que vem da consciência do Homem e que qualquer homem tem…

Ela diz com propriedade: “Conhece te a ti mesmo!” e conversa com você desde os tempos idos dos gregos em Delfos no Templo dos Deuses.

E lhe chama a atenção sempre, como o Grilo Falante que alerta a inconsciência mentirosa de um projeto de gente: Pinóquio, sim aquele boneco de pau do carpinteiro entalhador Sr Geppeto.

Somos o que pensamos e afirmamos sempre!!!

E criamos com o nosso pensar, tudo, como nos ensina Emmanuel em seu livro: “Pensamento e Vida”.

Mas seguir ela, a intuição é se fazer descoberto na Luz do mundo, ao sair da caverna escura de Platão. 

É ter a ousadia de existir num Universo que se cria ao pensar!

E pensando somos deuses no próprio Deus!

Co-criadores em plano menor mas à semelhança De.

Redescobri meu próprio mundo da criação e portanto mais consciente desta maior responsabilidade: existir em um plano maior!

Sim, quando o criador Geppetto queria um filho e fez seu projeto na madeira, tinha a intuição como motor criativo do seu pensamento.

Aperfeiçoo, mas precisou do toque de Midas que revitalizou na madeira a própria Vida, que de início falaciosa, se reafirma no Grilo despertador da consciência. 

Era ali naquele inseto a personificação da intuição soberana e gênese de tudo!

Sempre ela, a intuição que nos pedia avançar para uma maior consciência: a família!

A família, minha consciência desperta da caverna para meu feito alado e livre: transformar meu mundo e me liberar da corrente do fundo deste oceano azul!!!

Namastê –   “Sinastê” como do grego synaísthesis como sinestesia!!! 

Ainda Consultoria em Desenvolvimento Sustentável

6- Conteúdo Abordado

     O Programa Creser está estruturado em 3 módulos (4 dias/ cada) e dois encontros de aprofundamento (2 dias/ cada), ao redor dos seguintes temas:

 Módulo 1 – Tema: “Entendendo a facilitação de processos”

Este módulo visa a compreensão do papel de facilitador de processos e da dinâmica de desenvolvimento de indivíduos, grupos e organizações.

 Módulo 2 – Tema: “Conhecendo a organização e facilitando processos”

Neste módulo são aprofundados os conceitos e as habilidades necessárias para a facilitação de processos de mudança organizacional (realização de diagnósticos e tomada de decisão, entre outros)

Módulo 3 – Tema: “Mediando conflitos”

Neste módulo é trabalhado o fenômeno conflito e são desenvolvidos, a partir da prática, elementos que auxiliem na sua vivência e superação.

 Acompanhamento: “Encontros de Aprofundamento”

Os encontros têm como objetivos:

– Avaliar os resultados do trabalho para a comunidade até então;

– Esclarecer dúvidas que persistem;

– Contribuir para a formação de uma rede regional de facilitadores;

– Selecionar possíveis consultores para auxiliar em futuras turmas

 7- Acompanhamento e Avaliação

      Serão designados aos participantes dois trabalhos intermódulos e um trabalho pós-curso, que deverão ser executados em situações reais existentes em seu ambiente de trabalho. Os trabalhos intermódulos deverão ser reportados por escrito para os condutores do curso. O trabalho pós-curso será discutido com o grupo num encontro de um dia, durante o qual os participantes avaliarão o que os conceitos e vivências trouxeram para a sua vida profissional e pessoal. O certificado de conclusão do curso está atrelado ao cumprimento dos trabalhos designados.

 8- Metodologia

       Durante os três módulos a assimilação dos conteúdos é trabalhada em três níveis: compreensão, vivência e prática, através das seguintes formas:

 Palestras: tem por objetivo a exposição ou construção conjunta de conteúdos.

 Trabalho em grupo: visa melhor assimilação de um conteúdo, através da discussão e reflexão em grupo, ligada a situações concretas do dia-a-dia de cada um.

 Reflexões individuais: permitem a assimilação do conteúdo e das vivências e, principalmente, sua vinculação com a própria experiência individual.

 Discussões plenárias: propiciam um rico ambiente de troca entre os participantes.

 Atividades artística: ativam a vivência do tema central tratado a cada dia.

 Exercícios vivenciais: à luz do conteúdo tratado, ativam a percepção da própria atuação em grupo.

 Trabalhos InterMódulos: utilização do programa no próprio dia a dia de trabalho, entre cada módulo, internalizando-o definitivamente e trazendo os resultados de forma imediata para o participante e sua organização.

                  O processo educacional é o da aprendizagem através da ação. No início de cada módulo são abordadas as utilizações feitas por cada participante. Nesse momento situações vivenciais são trazidas de forma a elucidar as questões pendentes e trazer novas perspectivas para o grupo.

 9– Resultados Esperados

       Ao final do programa os participantes deverão estar aptos a:

 

S Entender o papel de facilitador;

S Atuar como facilitador de processos nos grupos em que estão envolvidos;

S Construir a identidade dos grupos para que tenham a capacidade de definir e estabelecer suas metas e prioridades;

S Ajudar no amadurecimento do grupo tornando-o independente e capaz de promover sua auto-sustentação;

S Apropriar-se dos conceitos tornando-se multiplicadores junto aos grupos a que pertencem;

S Gerar questionamentos em outros indivíduos que provoquem uma ação cidadã consciente;

S Formar uma rede de facilitadores regionais que permita, constantemente, o desenvolvimento desses conceitos e a troca de experiências.

10- Proposta orçamentária

       Para o desenvolvimento deste projeto, tomamos como base turmas de 30 pessoas, com a seguinte proposta orçamentária: a discutir segundo necessidades de cada departamento, ou de cada empresa.

 11- Apoio da ADAM.

        A ADAM – Agência de Desenvolvimento da Alta Mogiana,  foi fundada em Franca, SP, em 09 de maio de 2000. É uma Associação Civil, sem fins lucrativos, que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento sócio-econômico sustentável da região da Alta Mogiana, atingindo 26 municípios desta região, que totalizam uma população superior a 680 mil habitantes.
É constituída por pessoas jurídicas de direito privado e de direito público.
Atua a nível nacional e internacional como indutora e promotora de negócios, atraindo novos projetos de investimentos, assim como ampliando e modernizando aqueles já existentes.
A ADAM está localizada nas dependências da Uni-FACEF – Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis de Franca, à Av.
Dr. Ismael Alonso Y Alonso, 2400, 1º andar, sala 19,Franca, SP. Fone: (16) 3701 – 4586.

Desde o inicio foi aplicado o principio de “passar adiante” como regra de trabalho. Em resumo, o que isto significa é que se um grupo recebe uma ajuda da ADAM, deve concordar em passar de alguma forma a ajuda recebida para outro grupo, podendo ser conhecimento, doação de animal, criação de um fundo de crédito rotativo, etc. Desta forma, os benefícios vão se multiplicando a partir de uma primeira ajuda.

 Hoje a ADAM conta com mais de 50 sócios provindos de diversas áreas: agricultores, professores, contadores, varejistas, banqueiros, secretários e outros.

No Brasil, o Programa Creser está fortalecendo os grupos de Ongs onde a ADAM. atua, aumentando o impacto das atividades da Agência. Em contrapartida há o suporte financeiro para parte da verba de passagens e remuneração de consultores. Essa parceria é fundamental para que o programa continue crescendo em OCIPs de todo o Brasil.

 12- Consultores

 Wagner Deocleciano Ribeiro

Médico pela FMTM – Uberaba MG, com especialização em Homeopatia ( IHFL e AMHB) e Cirurgia Pediátrica ( Paris, França e UFU- Uberlândia MG), e mestrado em Gestão Empresarial ( Uni-Facef- Franca SP) Consultor de Empresas pela ADIGO e EMPRETEC Sebrae. Coordenador do Meio Ambiente do Município de Franca por 3 anos, criador do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Franca, onde exerceu a vice presidência por 6 anos e a presidência interina por 2 anos. Atualmente é diretor financeiro do IDESUFRAN e conselheiro diretor da ADAM, professor do Curso de Pós –graduação de Direito Ambiental da Unifran- Franca SP onde criou a disciplina de Desenvolvimento Sustentável e Agenda 21 e no momento atua em processos de desenvolvimento organizacional em temas como: indicadores de desempenho, empresas familiares e gestão profissional,  desenvolvimento de lideranças, treinamento e desenvolvimento de relações interpessoais e empreendedorismo social. Conduz também programa de capacitação tecnológica Cidadão do Futuro e cursos de desenvolvimento de líderes facilitadores.

José Alexandre Ribeiro

Dentista pela Uniube , Consultor formado pela ADIGO.

 Sérgio Viaro

Arquiteto e Consultor formado pela ADIGO.

 Daniel Henrique Bovo

Formado em Ciências da Computação pela Unifran – Franca SP, com especialização em Marketing e Vendas pela Unifran, Sócio-Diretor da PENSATUS Comunicação e Marketing, responsável pelo Departamento de Gestão Estratégica de Marcas, Planejamento Estratégico de Marketing, Criação e Execução de Projetos. A Pensatus atende grandes Associações como AEC Castelinho, OAB Franca, APCD Franca, APOCIF Franca, e algumas empresas de pequeno e médio porte; Diretor integrante da Ong Construtores Sociais responsável pelo cargo de 2 Tesoureiro; Consultor formado pela ADIGO Consultores,  Consultor de Marketing da Incubadora de Empresas de Franca; Coordenador de Marketing no projeto de Implantação da AGENDA 21 de Guará responsável por Pesquisas e Planos de Ação, desenvolvimento de materiais de comunicação e acompanhamento do Projeto.

 Rosângela

Assistente Social pela Unesp e Consultora de empresas formada pela ADIGO. Atua na condução de programas e workshops de desenvolvimento organizacional.

13 – Depoimentos de participantes

       “A metodologia utilizada foi algo novo, que permitiu que os dias passassem rapidamente, aprendendo muita coisa com facilidade, diferente de outros cursos que são cansativos.” 

“Acredito que vou poder trabalhar melhor na organização do trabalho com os grupos em que estou envolvido.” 

“Chamou a atenção a possibilidade de poder pilotar uma reunião, estando atento ao que acontece.” 

“Não houve clima de competição mas sim de aprendizado.” 

“Levo o compromisso de levar para minha comunidade parte do que aprendi” 

“Me marcou perceber como é possível aprender observando” 

“Marcou o relacionamento em grupo, as dinâmicas e como me desenvolvi a partir disso.” 

“A forma de trabalhar, de conduzir, possibilitou a participação de todos” 

“Aprendi que posso planejar melhor as reuniões nas quais participo.”

 

14- Bibliografia

S Alexander Bos, Desafios para uma pedagogia social (São Paulo: Antroposófica, 1986).

S Bernard Lievegoed, O homem no limiar: o desafio do autodesenvolvimento (São Paulo:

   Antroposófica, 1999).

S Bernard Lievegoed, The developing organization (Londres: Tavistock Publications, 1973).

S Christopher Schaefer,e Tyno Voors, Desenvolvimento de iniciativas sociais: da visão

   inspiradora à ação transformadora (São Paulo: Antroposófica: Christophorus, 2000).

S Jair Moggi e Daniel Burkhard, O espírito transformador: a essência das mudanças

   organizacionais do século XXI (São Paulo: Editora Infinito, 2000).

S Jair Moggi, Gestão viva!: a célula como modelo de gestão (São Paulo: Editora Gente, 2001).

S José Walter Canoas, José Everaldo Vanzo e Wagner Deocleciano Ribeiro, Agenda 21 Sustentável: Subsídios Técnicos para a construção da Agenda 21do Município de Franca e região (Franca, SP: UNESP – FHDSS, 2001).

S Material didático do Curso de Formação de Facilitadores Internos da Consultoria Adigo.

S Vitor Morgensztern, Administração antroposófica: uma ampliação da arte de administrar (São

   Paulo: Editora Gente, 1999).

S Wagner Deocleciano Ribeiro, O Ser Empreendente e a Lógica do Desenvolvimento Sustentável ( Semana do Serviço Social, 14, 27- 29 mai. 2003, Franca, Anais da 14º Semana do Serviço Social, Franca: UNESP – FHDSS, 2003).